Conferência Gestão da Revenda

Estratégias para Revendas de Atacado

As vendas de gás podem acontecer de duas formas: diretamente para o consumidor final ou para outras revendedoras e distribuidoras. Ou seja, elas podem ser para os varejistas ou atacadistas. As principais diferenças entre elas são o maior volume de vendas e o maior preço de compra das companhias e engarrafadoras, no caso do atacado. Além disso, nesse caso a capacidade de armazenagem tende a ser maior para acompanhar o giro, que também costuma ser alto.

Tendo isso em vista, dentre as principais estratégias para otimizar e fazer prosperar a revenda atacadista podemos citar:

Bom espaço de armazenamento

Devido ao fato do giro ser maior em relação ao varejo, o local destinado ao estoque também precisa ser mais extenso. Por isso, é necessário dispor de capacidade para acomodar grandes volumes de produto, sem atrapalhar as entradas e saídas, respeitando sempre a classe de revenda. Também é importante desenvolver uma métrica para avaliação dessas operações.

Pontos de venda

As revendas de atacado devem investir em pontos de venda para retiradas, que devem ser estrategicamente localizados. Uma boa opção de distribuição são as gaiolas em postos de gasolina.

Boas negociações

Além disso, é importante realizar uma boa transação e estabelecer um bom preço para compensar a pequena margem de lucro que o atacado tem em relação ao varejo. Embora a margem seja menor no atacado, esse tipo de revenda leva vantagem no volume, que tende a ser muito maior. Devido às vendas em grande quantidade, nesse caso os clientes costumam ser mais sensíveis em relação ao valor. Ou seja, quando veem outro atacadista com preço menor, mesmo que com uma diferença bem pequena, tendem a migrar para o concorrente, já que, quando multiplicado pelo total das unidades vendidas, a diferença acaba sendo significativa.

Estreitamento de relacionamento com stakeholders

Outra atividade estratégica para garantir um bom desempenho de uma revenda de atacado é investir em boas relações com clientes, parceiros e fornecedores, de forma a fidelizá-los.

Benefícios

Além de preço, disponibilizar benefícios para as revendas associadas, clientes e parceiros é muito importante para um bom relacionamento. Brindes, compra conjunta com redução de preço e disponibilização de softwares de gestão são exemplos de itens que podem ser oferecidos. Através dessas ferramentas, pode-se também estimular o profissionalismo das revendas, de forma a ajudá-las a prosperar também.

Consultores de venda

O trabalho de campo dos consultores é outra forma de divulgar e engajar os clientes, estreitando o seu relacionamento com a revenda atacadista.

Boas estratégias de marketing

O trabalho de marketing também não pode faltar. Porém, é importante não se esquecer que as estratégias de divulgação de uma revenda atacadista devem ser diferentes das revendas de varejo. Nelas, o público alvo das campanhas será as próprias revendas e não o consumidor final.

Boa administração

Uma gestão profissionalizada, feita através de um bom controle financeiro, planejamento de atividades e organização, aliados a processos bem definidos e auxiliados por ferramentas tecnológicas são essenciais para a manutenção e crescimento da empresa, assim como para a obtenção dos resultados e objetivos estipulados.

Marca

Outro fator que também deve ser levado em consideração é estar vinculado a uma marca ou trabalhar de forma independente. Há vantagens e desvantagens nos dois casos. Ao ser ligado a uma marca as principais vantagens incluem:

  • Padronização visual

Os layouts, as cores, as fachadas das revendas e até a uniformização dos colaboradores garantem uma identidade visual, que é mais aceita pelos clientes por demonstrar maior profissionalismo.

  • Maior segurança e confiabilidade

A revenda é ligada a uma companhia e, com isso, acaba sendo “encoberta” pela representatividade e identidade da marca, que é geralmente de uma empresa grande e respeitada. A revenda associada automaticamente já transmite uma identidade mais reforçada e profissional, fazendo com que os clientes depositem mais segurança e confiança nela.

  • Fidelização do cliente da mesma marca

Geralmente quando uma empresa vinculada a uma companhia abastece revendas daquela mesma marca, ela torna-se “dependente” dela. Ou seja, tende a comprar do atacado que também é vinculado a essa companhia.

No entanto, se optar por ser independente também há a seguinte vantagem:

  • Maior liberdade

O revendedor independente tem maior liberdade de barganha e pode negociar com várias marcas ao mesmo tempo. Ele não precisa ficar ligado a apenas uma e não precisa se prender às normas e exigências da companhia. As negociações podem ser mais flexíveis e o revendedor terá por vezes maior preço de compra.

Além dessas dicas, deve-se sempre procurar a excelência no atendimento e nos serviços prestados, como a realização de entregas rápidas, cumprimento de prazos e boa comunicação com os clientes. Utilizar soluções de tecnologia é também uma ótima forma de controlar a revenda, otimizar os processos e aumentar as vendas.